Sunday, April 24, 2016

Um estudo da ecologia do contato de línguas em Timor-Leste

No número de estreia de uma nova revista na área de Linguística, especificamente na área de Ecolinguística, sediada na UnB (Universidade de Brasília), mas em parceria com a UFG (Universidade Federal de Goiás), tive a felicidade de ter um artigo meu publicado nela.

O artigo, intitulado Um estudo da ecologia do contato de línguas em Timor-Leste, está no primeiro número da REVEL - Ecolinguística: Revista Brasileira de Ecologia e Linguagem. A revista pode ser acessada neste link e o artigo de minha autoria pode ser lido aqui.

Este artigo é fruto de um estudo que eu venho desenvolvendo nos últimos dois anos sobre a relação da Ecolinguística com o Contato de Línguas, e eu acabei por usar as línguas de Timor-Leste como estudo de caso e para verificar a validade da teoria.

Segue o resumo:

O presente artigo tem como objetivo apontar os aspectos teóricos da ecologia do contato de línguas e povos, bem como aplicar tal teoria em um estudo de caso específico, que é analisar a ecologia do contato de línguas/dialetos e indivíduos/povos em Timor-Leste. Assim, este trabalho está dividido da seguinte maneira: após a introdução, será realizada uma revisão bibliográfica, em (2); em (3), serão apresentadas algumas características básicas do ecossistema linguístico local de Timor-Leste; em seguida, em (4), serão discutidas as situações de contato e alguns fatores que influenciam na ecologia do contato; em (5), serão analisados os resultados do contato de línguas e povos em Timor; finalmente, em (6), serão apresentadas as considerações finais.    

1 comment:

IBU WINDA DI GARUT said...
This comment has been removed by a blog administrator.